A Relação Professor e Aluno: Paixão, Ética e Amizade na Sala de Aula

Ref: 978-85-473-0315-0

A relação professor e aluno: paixão, ética e amizade na sala de aula pretende tratar de uma questão fundamental no campo da formação dos professores e de suas práticas pedagógicas. É recorrente na área da educação o surgimento de perguntas e a busca de respostas para os problemas que cotidianamente atingem e inquietam o ambiente escolar, especialmente no interior de uma sala de aula. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 48,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0315-0


Edição: 1


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 235


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Alonso Bezerra de Carvalho.

A relação professor e aluno: paixão, ética e amizade na sala de aula pretende tratar de uma questão fundamental no campo da formação dos professores e de suas práticas pedagógicas. É recorrente na área da educação o surgimento de perguntas e a busca de respostas para os problemas que cotidianamente atingem e inquietam o ambiente escolar, especialmente no interior de uma sala de aula. Muitas vezes marcada por situações tensas, a relação professor-aluno é abordada aqui na perspectiva filosófica, sobretudo a partir de temas como a paixão, a ética e a amizade. Em uma escola, mas também nos cursos de formação de professores, o que se valoriza é apenas o conhecimento científico, excluindo-se de maneira determinante outras dimensões da vida humana. Se pudesse sintetizar em uma palavra o fio condutor deste livro, escolheria a pluralidade, entendendo-a como uma experiência que devemos tomar em consideração se quisermos enfrentar as frustrações e agonias no ambiente escolar. Fazer a experiência da pluralidade é não se submeter nem ter uma visão única e unívoca da vida, das pessoas e das coisas que acontecem ao nosso redor. Optar por uma visão mais alargada do espaço onde se vivem as mais variadas e desafiadoras relações humanas, como é a sala de aula, pode ser o caminho para evitar circunstâncias que causam violência, indisciplina, desinteresse, desrespeito e falta de diálogo. Para tanto, cabe à educação contemporânea estar aberta a possibilidades de transformação e criação de novas maneiras de formação humana e de professores e práticas, também pedagógicas, que reconheçam a pluralidade.