Hospitalidade à Portuguesa: Traços Presentes na Imigração e Construção da Memória dos Eventos da Casa de Portugal

Ref: 978-85-5507-923-8

“Hospitalidade à Portuguesa: traços presentes na Imigração e construção da memória dos eventos da Casa de Portugal” traz sob a perspectiva dos estudos históricos a inserção dos imigrantes portugueses na cidade de São Paulo e a hospitalidade com que foram recebidos nesta sociedade de acolhimento. Debruça-se sobre o associativismo português em São Paulo enfocando a Casa de Portugal em sua concepção histórico-político-cultural. Resulta do mergulho do autor em fontes orais e documentais da instituição buscando construir a memória dos eventos, evidenciando aspectos comuns a hospitalidade e a história cultural presentes nos eventos ligados a terra e embalados pelo entretenimento musical e a comensalidade portuguesa. Não escapa à análise o que se pretende com essa hospitalidade elucidando estratégias de comunicação utilizadas pela Casa de Portugal para destacar a terra de além mar em São Paulo, bem como suas relações com setores específicos do governo português que ora se traduzem em ações culturais mais populares ou tradicionais e ora mais sofisticadas ou modernas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-5507-923-8


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 31/05/2019


Número de páginas: 358


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Leandro Rodrigues Gonzalez Fernandez.

“Hospitalidade à Portuguesa: traços presentes na Imigração e construção da memória dos eventos da Casa de Portugal” traz sob a perspectiva dos estudos históricos a inserção dos imigrantes portugueses na cidade de São Paulo e a hospitalidade com que foram recebidos nesta sociedade de acolhimento. Debruça-se sobre o associativismo português em São Paulo enfocando a Casa de Portugal em sua concepção histórico-político-cultural. Resulta do mergulho do autor em fontes orais e documentais da instituição buscando construir a memória dos eventos, evidenciando aspectos comuns a hospitalidade e a história cultural presentes nos eventos ligados a terra e embalados pelo entretenimento musical e a comensalidade portuguesa.

Não escapa à análise o que se pretende com essa hospitalidade elucidando estratégias de comunicação utilizadas pela Casa de Portugal para destacar a terra de além mar em São Paulo, bem como suas relações com setores específicos do governo português que ora se traduzem em ações culturais mais populares ou tradicionais e ora mais sofisticadas ou modernas.