Políticas Públicas do Brasil na Era Vargas (1930-1945)

Ref: 978-85-5507-843-9

“Políticas Públicas do Brasil na Era Vargas (1930-1945)” que ora o leitor tem em mãos é destinado para os que pretendem entender melhor esse findo período histórico, os fenômenos políticos socioeconômicos, e de política externa e defesa. Marcado pela simplicidade, foi escrito pensando nas pessoas que estão sendo introduzidas aos temas aqui abordados. A obra pretende mostrar que o corpo político define as políticas públicas a serem levadas adiante, e que depende dele a continuidade ou não de mudanças substantivas. Construído de acordo com uma já consolidada divisão analítica sobre o período, o livro se divide em quatro partes: 1. Sobre o período anterior à ascensão do presidente Getúlio Vargas; 2. Sobre o período provisório, de 1930 a 1934; 3. Sobre o período constitucional e democrático de 1934 a 1937; 4. Sobre o período conhecido como Estado Novo, de 1937 a 1945. Todos os capítulos contêm dentro de si a divisão expressa no subtítulo, abrindo com uma contextualização sobre a época e seus personagens, segue com uma análise sobre políticas variadas: econômicas, sociais, exterior e de defesa.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 42,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-5507-843-9


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 01/07/2019


Número de páginas: 136


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 12 cm


Comprimento: 18 cm


Altura: 2 cm


1. João Henrique Catraio Monteiro Aguiar.

“Políticas Públicas do Brasil na Era Vargas (1930-1945)” que ora o leitor tem em mãos é destinado para os que pretendem entender melhor esse findo período histórico, os fenômenos políticos socioeconômicos, e de política externa e defesa. Marcado pela simplicidade, foi escrito pensando nas pessoas que estão sendo introduzidas aos temas aqui abordados. A obra pretende mostrar que o corpo político define as políticas públicas a serem levadas adiante, e que depende dele a continuidade ou não de mudanças substantivas. Construído de acordo com uma já consolidada divisão analítica sobre o período, o livro se divide em quatro partes: 1. Sobre o período anterior à ascensão do presidente Getúlio Vargas; 2. Sobre o período provisório, de 1930 a 1934; 3. Sobre o período constitucional e democrático de 1934 a 1937; 4. Sobre o período conhecido como Estado Novo, de 1937 a 1945. Todos os capítulos contêm dentro de si a divisão expressa no subtítulo, abrindo com uma contextualização sobre a época e seus personagens, segue com uma análise sobre políticas variadas: econômicas, sociais, exterior e de defesa.
Apostando na importância da interdisciplinaridade, o autor traz uma abordagem peculiar, levando em consideração mais de um campo de ação governamental. Essa tem sido uma tendência muitas vezes deixada de lado, devido à necessidade de lidar com fenômenos de natureza variada. Enfrentando essa missão, o livro constrói uma análise sobre como pode uma mudança encontrar sustentação, como uma ruptura política pode gerar um legado. Projetado no tempo, esse momento varguista impactou nas discussões sobre o poder nacional e nas ações a ele relacionadas, até nossos dias. Uma aurora de novas possibilidades só pode ser construída conhecendo os bons exemplos do passado, é nesse sentido que investe o autor do livro. Para deixarmos de padecer de fraca memória e repetirmos erros do passado, para conseguirmos construir novas soluções para os problemas e seguir um caminho de superação de obstáculos longamente consolidados, recomendamos esse livro. Aos que se iniciam nas artes analíticas das Políticas Públicas, das Ciências Sociais e Humanas, há aqui uma peça útil na formação pessoal. Aos iniciados, há uma proposta de interpretação múltipla, que visa contribuir com uma consolidada discussão. Aos interessados, há um texto escrito com algum grau de leveza, que, ao se encarnar em livro de bolso faz com que a leitura seja mais fácil.