O Educador e a Assessoria EP/PI: Uma Intervenção Psicanalítica com Crianças Pequenas com Sinais de Autismo

Ref: 978-85-473-3707-0

Este livro é fruto de uma experiência de educadores especiais que tiveram a ousadia de romper com os paradigmas da exclusão na década de 1990. Esses educadores propuseram um trabalho estruturante, baseado em prevenção, detecção e intervenção, com crianças de inclusão e bebês com sinais de autismo que frequentavam a educação infantil de Porto Alegre. Ao contar sua história como assessora EP/PI e sua experiência como pesquisadora, a autora mostra como essas intervenções transdisciplinares construídas com os educadores evidenciaram um caminho de construção para não fixação da estrutura do autismo nas crianças de inclusão. Trata-se de uma questão muito atual, e essas tessituras constituem uma criativa abordagem ao tema da prevenção e intervenção no autismo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 24,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-3707-0


ISBN Digital: 978-85-473-3988-3


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 24/10/2019


Número de páginas: 181


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Dorisnei Jornada da Rosa.

Este livro é fruto de uma experiência de educadores especiais que tiveram a ousadia de romper com os paradigmas da exclusão na década de 1990. Esses educadores propuseram um trabalho estruturante, baseado em prevenção, detecção e intervenção, com crianças de inclusão e bebês com sinais de autismo que frequentavam a educação infantil de Porto Alegre. Ao contar sua história como assessora EP/PI e sua experiência como pesquisadora, a autora mostra como essas intervenções transdisciplinares construídas com os educadores evidenciaram um caminho de construção para não fixação da estrutura do autismo nas crianças de inclusão. Trata-se de uma questão muito atual, e essas tessituras constituem uma criativa abordagem ao tema da prevenção e intervenção no autismo.
A inovação é afirmar que o educador faz parte da subjetividade das crianças e pode retirá-las do risco psíquico com a chamada “Educação Estruturante”. A autora traz de suas experiências em instituições públicas uma abordagem para a construção de serviços de saída em ato do autismo, por intermédio das possibilidades das marcas de transmissão dos educadores nas crianças. Todo o aporte do livro está enlaçado ao desejo e à transferência do educador de educação infantil, ao ser ele reconhecido e assessorado por um representante da assessoria EP/PI e do discurso psicanalítico.