O Ensino Superior para Estudantes com Deficiência no Chile e no Brasil

Ref: 978-85-473-3852-7

O livro O ensino superior para estudantes com deficiência no Chile e no Brasil aborda, por meio de um estudo comparado, as políticas de acesso para o público alvo da educação especial do Chile e Brasil. Ambos são países latino-americanos com trajetórias históricas, educacionais e políticas singulares, no entanto, têm o desafio de garantir o acesso de pessoas com deficiência ao ensino superior. A autora realizou uma pesquisa a partir da metodologia da educação comparada, identificando diferenças e semelhanças, discutindo a atualidade e as perspectivas futuras para esses grupos de estudantes no ensino superior de ambos os países. Para construção dos dados, além da pesquisa bibliográfica e documental, a autora realizou entrevistas semiestruturadas com estudantes universitários com deficiência e gestores das universidades, tanto no Brasil como no Chile. Por seu conteúdo marcante e atual, a leitura deste livro torna-se uma excelente fonte para a análise conjuntural do contexto educacional, das políticas de financiamento, das políticas de acesso ao ensino superior no Chile e no Brasil e da participação desses estudantes e da sociedade civil no processo político. Dessa maneira, propõe-se que, para além do marco legal já estabelecido, as universidades garantam os direitos educacionais dos estudantes com deficiência em ambos os países.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 51,00 R$ 45,90 10% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-3852-7


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 20/11/2019


Número de páginas: 151


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Noemi Nascimento Ansay.

O livro O ensino superior para estudantes com deficiência no Chile e no Brasil aborda, por meio de um estudo comparado, as políticas de acesso para o público alvo da educação especial do Chile e Brasil. Ambos são países latino-americanos com trajetórias históricas, educacionais e políticas singulares, no entanto, têm o desafio de garantir o acesso de pessoas com deficiência ao ensino superior. A autora realizou uma pesquisa a partir da metodologia da educação comparada, identificando diferenças e semelhanças, discutindo a atualidade e as perspectivas futuras para esses grupos de estudantes no ensino superior de ambos os países. Para construção dos dados, além da pesquisa bibliográfica e documental, a autora realizou entrevistas semiestruturadas com estudantes universitários com deficiência e gestores das universidades, tanto no Brasil como no Chile. Por seu conteúdo marcante e atual, a leitura deste livro torna-se uma excelente fonte para a análise conjuntural do contexto educacional, das políticas de financiamento, das políticas de acesso ao ensino superior no Chile e no Brasil e da participação desses estudantes e da sociedade civil no processo político. Dessa maneira, propõe-se que, para além do marco legal já estabelecido, as universidades garantam os direitos educacionais dos estudantes com deficiência em ambos os países.