Velhices Rurais

Ref: 978-85-473-4062-9

Duas grandes contribuições destacam-se nesta obra: a primeira é a compreensão de experiências sobre o envelhecimento nos contextos “rurais”, pois muitos pesquisadores estudam a população idosa, não levando em conta suas particularidades, construindo generalizações a partir de contextos urbanos; a segunda contribuição é trazer ao leitor uma forma de compreender as velhices rurais na perspectiva do desenvolvimento social ampliado, este não se limitando aos fatores econômicos, sociais, culturais e ambientais, mas  abordando, também, a compreensão das imaterialidades, pois desenvolvimento diz respeito a cada indivíduo, e, para compreendê-lo, é necessário construir caminhos analíticos mais complexos. Acredita-se que o bem-estar dos indivíduos, e aqui mais especificamente dos idosos rurais, não diz respeito apenas às suas condições, mas às “situações” em que estes se encontram, e para com as quais temos que ter responsabilidade e comprometimento como cidadãos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 18,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4062-9


ISBN Digital: 978-85-473-4063-6


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 04/12/2019


Número de páginas: 161


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Cristiane Tonezer.

Duas grandes contribuições destacam-se nesta obra: a primeira é a compreensão de experiências sobre o envelhecimento nos contextos “rurais”, pois muitos pesquisadores estudam a população idosa, não levando em conta suas particularidades, construindo generalizações a partir de contextos urbanos; a segunda contribuição é trazer ao leitor uma forma de compreender as velhices rurais na perspectiva do desenvolvimento social ampliado, este não se limitando aos fatores econômicos, sociais, culturais e ambientais, mas  abordando, também, a compreensão das imaterialidades, pois desenvolvimento diz respeito a cada indivíduo, e, para compreendê-lo, é necessário construir caminhos analíticos mais complexos. Acredita-se que o bem-estar dos indivíduos, e aqui mais especificamente dos idosos rurais, não diz respeito apenas às suas condições, mas às “situações” em que estes se encontram, e para com as quais temos que ter responsabilidade e comprometimento como cidadãos.