Matemática e Prática Cultural Indígena

Ref: 978-85-473-4073-5

Duas grandes contribuições destacam-se nesta obra: a primeira é a compreensão de A Educação Escolar Indígena no Brasil tem construído seu caminho na direção de um trabalho que seja diferenciado, específico e de qualidade dentro das necessidades variadas das muitas etnias que aqui vivem. Esse processo é marcado por lutas e algumas conquistas. A publicação de Matemática e Prática Cultural Indígena, das autoras Circe Mary Silva da Silva e Lígia Arantes Sad, é uma dessas conquistas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00 R$ 55,80 10% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 62,00 R$ 27,00 57% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-4073-5


ISBN Digital: 978-85-473-4074-2


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 04/12/2019


Número de páginas: 169


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Ligia Arantes Sad.

2. Circe Mary Silva da Silva .

Duas grandes contribuições destacam-se nesta obra: a primeira é a compreensão de A Educação Escolar Indígena no Brasil tem construído seu caminho na direção de um trabalho que seja diferenciado, específico e de qualidade dentro das necessidades variadas das muitas etnias que aqui vivem. Esse processo é marcado por lutas e algumas conquistas. A publicação de Matemática e Prática Cultural Indígena, das autoras Circe Mary Silva da Silva e Lígia Arantes Sad, é uma dessas conquistas.

Desenvolvido pelas autoras a partir do seu trabalho junto a educadores Tupinikim e Guarani no Espírito Santo, o livro traz saberes dessas e de outras etnias para abordar conteúdos matemáticos no contexto escolar. Cada capítulo é introduzido por uma temática e desenvolve-se com uma sugestão de sequência didática auxiliando o educador no planejamento de suas atividades. A partir de conhecimentos indígenas sobre plantas, agricultura, pintura corporal, construções, entre outros, a obra se desenrola, proporcionando ao leitor o estudo de conceitos da matemática escolar. Ao leitor que deseja aprofundar seus estudos, são apresentadas, ainda, outras fontes de referência. A proposta da obra é oferecer ao educador de escolas indígenas alternativas para o tratamento de ideias matemáticas com maior significado para os aprendizes, objetivo que as autoras alcançam sem dificuldades, graças à vasta experiência e à intimidade que ambas possuem com a Matemática e a educação matemática e ao seu compromisso e respeito à diversidade cultural.

A abordagem de conceitos matemáticos no contexto de culturas indígenas faz deste livro um importante recurso didático para escolas indígenas, dada a escassez desse tipo de material para muitas etnias ainda. Além disso, cabe destacar que a obra é uma interessante possibilidade para o ensino de Matemática na educação escolar não indígena. A introdução ou discussão de conceitos aliada ao elemento diversidade cultural alarga e completa o ensino de Matemática, que deve ser pensado, também, na sua dimensão social de formar cidadãos comprometidos com o outro, independentemente do grupo cultural ou social a que ele se destina.