Iluminação no Olhar: Os Usos da Imagem na Educação Budista Indo-Tibetana

Ref: 978-85-473-3871-8

A cultura indiana é uma das principais matrizes do conhecimento humano. A gestão de sua diversidade é um laboratório social ímpar, um campo fértil para compreender um pouco mais as infinitas possibilidades da mente humana. Nascido dentro desse contexto cultural, o Budismo foi a primeira religião universalista de que se tem notícia na história, e, durante os últimos milênios, a maior parte da população mundial viveu sob sua influência direta ou indireta.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 66,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 29,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-3871-8


ISBN Digital: 978-85-473-3872-5


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 30/01/2020


Número de páginas: 267


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Daniel Confortin.

A cultura indiana é uma das principais matrizes do conhecimento humano. A gestão de sua diversidade é um laboratório social ímpar, um campo fértil para compreender um pouco mais as infinitas possibilidades da mente humana. Nascido dentro desse contexto cultural, o Budismo foi a primeira religião universalista de que se tem notícia na história, e, durante os últimos milênios, a maior parte da população mundial viveu sob sua influência direta ou indireta. A pesquisa que deu origem a este livro buscou estudar uma peculiaridade do Budismo himalaico: o surgimento e as consequências da profusão de imagens usadas no processo educativo dentro e fora do monastério. Como tal profusão de imagens é usada como uma ferramenta contemplativa para a transformação de nossas percepções ordinárias da realidade é o eixo central deste livro. Para tratarmos o tema da maneira mais abrangente possível, o texto se desenvolve em três momentos: um estudo de campo entre os anos de 2014 e 2015, abrangendo sítios arqueológicos indianos; experiências pessoais em um monastério nepalês; e revisão bibliográfica sobre o tema. A estrutura do livro apresenta primeiramente uma história da educação budista, seguida de uma abordagem possível ao desenvolvimento da sua iconografia e, por fim, comparação de textos clássicos frente a abordagens acadêmicas contemporâneas. A experiência etnográfica serve de pano de fundo e permeia todo o texto.