América Platina: Fronteiras de Diversidades e Resistência

Ref: 978-85-473-0177-4

A liberdade religiosa é um tema de fundamental relevância, pois se refere a um dos aspectos da personalidade humana. Com o desenvolvimento cultural e social e com o surgimento de novas realidades que tornam as relações jurídicas cada vez mais complexas, a liberdade de crença passa a ganhar contornos diferentes e que devem acompanhar a diversidade, a igualdade e os anseios humanos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 23,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0177-4


ISBN Digital: 978-85-473-0177-4


Edição: 1


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 217


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Tchella Maso.

2. Maria Gabriela Guillén Carias.

3. Marcos Antônio da Silva.

4. Losandro Antonio Tedeschi.

5. Guillermo Alfredo Johnson.

Reunindo as principais contribuições desenvolvidas nas mesas-redondas realizadas no âmbito do V Seminário Internacional “América Platina: fronteiras de diversidade, resistências e rupturas”, os autores desta obra procuram refletir sobre a conjuntura contemporânea da região em suas múltiplas dimensões (econômica, social, política, cultural), enfatizando temas fronteiriços. Durante os debates, destacaram-se as reflexões sobre diversidade regional e pluralidade de elementos e desafios que compõem a contemporaneidade, assim como sobre as resistências históricas e culturais associadas a diversos movimentos e, finalmente, as rupturas que emergem no horizonte platino e latino-americano, suas potencialidades e limites.

No primeiro eixo do livro, o leitor pode conhecer as questões gerais que perpassam todos os países da região, a partir da análise de temas fundamentais, como a integração, a democracia, os meios de comunicação e o Estado. O segundo eixo, embora, aparentemente, voltado às questões e experiências específicas, contribui não apenas para o (re)conhecimento das realidades locais (de países e, principalmente, dos movimentos sociais apresentados), mas demonstra, pelos dilemas e desafios apresentados, que partilhamos da mesma identidade, de um passado (que teima em se fazer presente) e um futuro que poderá ser comum e melhor, se encontrarmos o caminho da construção da justiça social.

Com múltiplos olhares e experiências, este livro traz uma valiosa compreensão e um efetivo compromisso com os povos latino-americanos.