Introdução às Ciências Ambientais : Autores, Abordagens e Conceitos de uma Temática Interdisciplinar

Ref: 978-85-473-4137-4

Introdução às Ciências Ambientais oferece um texto de introdução e apoio para programas, disciplinas e linhas de pesquisa focalizadas na interface sociedades humanas/meio natural. Os autores perceberam uma lacuna na literatura introdutória dessa área no Brasil que, embora nova, já é bem ampla e diversificada.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4137-4


ISBN Digital: 978-85-473-4138-1


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 26/02/2020


Número de páginas: 153


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. José Augusto Drummond.

2. Cristiane Gomes Barreto.

Introdução às Ciências Ambientais oferece um texto de introdução e apoio para programas, disciplinas e linhas de pesquisa focalizadas na interface sociedades humanas/meio natural. Os autores perceberam uma lacuna na literatura introdutória dessa área no Brasil que, embora nova, já é bem ampla e diversificada. Sem se limitar a uma abordagem, a um tema, a um autor ou a um campo científico, o texto focaliza, pelo contrário, a integração desses elementos, tipicamente dispersos por várias disciplinas consagradas e trata das principais contribuições teóricas, conceituais e empíricas das Ciências Sociais e das Ciências Naturais para o campo das Ciências Ambientais. Eles buscaram mostrar como esses dois blocos dialogam e, juntos, cooperam para o entendimento dos desafios decorrentes da relação sociedade-natureza numa síntese que deve ser mais do que multidisciplinar – deve ser interdisciplinar.
As Ciências Ambientais têm uma presença ainda recente no sistema de ensino superior brasileiro, tal como acontece em outros países. Isso se deve em grande parte ao caráter também recente da preocupação social e científica com as questões socioambientais. Apesar disso, o Brasil já conta com cerca de uma dezena de cursos de graduação em Ciências Ambientais e outros mais que têm conteúdos curriculares análogos. No nível de pós-graduação, o país conta com várias dezenas de programas que adotam esse nome ou nomes como “Desenvolvimento e Meio Ambiente”, “Ambiente e Sociedade”, “Recursos Naturais”, “Ciência do Ambiente”, “Saúde e Ambiente” e outros. Tanto na graduação quanto na pós-graduação existem ainda muitas outras linhas de pesquisa e disciplinas aparentadas com as Ciências Ambientais desenvolvidas em áreas como Geografia, Biologia, Agronomia, Engenharia Florestal etc.
Os autores elegeram como público-alvo os estudantes de graduação e os seus professores, monitores e estagiários docentes. No entanto o texto pode ser útil também para estudantes de pós-graduação que ingressam no campo da interdisciplinaridade depois de completarem uma formação graduada disciplinar. Embora não tenha o formato de um livro-texto, o livro pode ser usado como texto de apoio para os variados programas de ensino e linhas de pesquisa que se propõem a ser interdisciplinares e que focalizam as relações entre humanos e o meio ambiente natural.