Universidade e Trabalho na Amazônia

Ref: 978-85-473-2712-5

O livro Universidade e trabalho na Amazônia investiga a relação entre universidade e trabalho, com o objetivo de compreender quais são as concepções de trabalho que fundamentam as pesquisas de pós-graduação realizadas na Universidade Federal do Pará (UFPA), com base nas produções acadêmicas apresentadas sob as formas de teses e dissertações.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 64,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-2712-5


ISBN Digital: 978-85-473-2713-2


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 12/03/2020


Número de páginas: 273


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. João Batista do Carmo Silva.

O livro Universidade e trabalho na Amazônia investiga a relação entre universidade e trabalho, com o objetivo de compreender quais são as concepções de trabalho que fundamentam as pesquisas de pós-graduação realizadas na Universidade Federal do Pará (UFPA), com base nas produções acadêmicas apresentadas sob as formas de teses e dissertações. Também são analisadas as contribuições da UFPA frente ao trabalho, considerando as diferentes e antitéticas perspectivas colocadas para a relação entre universidade e trabalho. Quanto à metodologia, trata-se de pesquisa qualitativa do tipo documental, cujos dados foram analisados tendo como referência a análise do conteúdo. Com a revisão da literatura e a análise documental, foi possível constatar que a construção da universidade brasileira é recente e controversa e que, por meio da produção de ciência e tecnologia e da formação dos profissionais exigidos por essa sociedade, a universidade apresenta-se como fundamental para o desenvolvimento do país. Foram analisadas quarenta e seis dissertações e dezenove teses dos Programas de Pós-Graduação em Educação, em Ciências Sociais e em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido da UFPA, cujos resultados demonstram que a universidade brasileira assume, hegemonicamente, uma concepção heterônoma, apesar de existirem algumas experiências de construção de modelos institucionais fundamentados em concepções centradas no trabalho como princípio educativo e na formação de trabalhadores para o enfrentamento do capital. Essa condição antitética se manifesta-se nas pesquisas realizadas na UFPA. Esta obra mostra que a maioria das pesquisas concebe o trabalho como fundamento da humanização do homem ou como princípio educativo, embasado na teoria marxista, mas algumas ainda refletem a dualidade entre trabalho e educação, construída pela lógica do capital, aproximando-se da teoria liberal.
Trata-se de uma obra voltada para todos aqueles que buscam compreender as contribuições históricas das universidades no processo de formação dos professores, seja por meio da pesquisa, do ensino ou da extensão. Professores, pedagogos, sociólogos, pesquisadores que estudam a relação entre trabalho e educação encontram, neste livro, amenta para seus estudos.