Ciência Ambiecológica: Por uma Razão Espiritualizada

Ref: 978-65-5523-050-5

Vivemos na era da insustentabilidade corporificada pela civilização do consumo excessivo. A sociedade consumista com o seu comportamento insustentável, além de destruir o ambiente e danificar seriamente os sistemas ecológicos, criou também uma crise civilizatória, ao degradar as dimensões social, moral, ética e espiritual do ser humano.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5523-050-5


ISBN Digital: 978-65-5523-063-5


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 25/03/2020


Número de páginas: 177


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Carlos Magno L. Fernandes e Silva.

Vivemos na era da insustentabilidade corporificada pela civilização do consumo excessivo. A sociedade consumista com o seu comportamento insustentável, além de destruir o ambiente e danificar seriamente os sistemas ecológicos, criou também uma crise civilizatória, ao degradar as dimensões social, moral, ética e espiritual do ser humano. O uso de uma nova racionalidade obtida por um processo educativo com mais ética redirecionará a produção da ciência e a atividade política para um maior zelo com a dimensão ambiecológica. A conquista de uma consciência autorreflexiva e o desenvolvimento da espiritualidade, no sentido de se ter mais virtude na existência humana, é um dos focos deste livro. A temática é multidisciplinar e, por vezes, ultrapassa as fronteiras da ciência objetiva, com um claro propósito de resgatar o respeito do ser humano pela natureza, com o uso de uma racionalidade ambiecológica, isto é, por meio de uma razão espiritualizada.