Um Olhar na Limpeza Pública Urbana

Ref: 978-65-5523-020-8

O livro Um olhar na Limpeza Pública Urbana traz uma discussão, ampla e detalhada, da forma como era realizada a limpeza pública no município de Miracema no ano de 2005 comparado aos dias atuais e suas peculiaridades.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 64,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-020-8


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 08/05/2020


Número de páginas: 165


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Paulo Cesar da Cruz de Azevedo.

O livro Um olhar na Limpeza Pública Urbana traz uma discussão, ampla e detalhada, da forma como era realizada a limpeza pública no município de Miracema no ano de 2005 comparado aos dias atuais e suas peculiaridades. Com uma forma de comunicação direta e objetiva, o livro traz luz à limpeza pública das pequenas cidades brasileiras, tendo em vista trata-se de uma temática de alta relevância na sociedade contemporânea, mas que, na maioria das vezes, tem como foco apenas os grandes centros urbanos, motivo pelo qual pensamos em um trabalho que identifica problemas ambientais locais, tendo em vista que toda ação ambientalmente incorreta a nível local tem repercussões a nível global e planetária. Este estudo busca provocar um olhar mais atento sobre cidades interioranas com dificuldades habituais e limitações orçamentárias e tecnológicas da época retratada. O autor também enfoca sua atividade como colunista trazendo a baile crônicas publicadas no jornal Dois Estados e nas redes sociais. O conteúdo é marcado por linguagem dinâmica, leitura prazerosa que servirá como fonte de consulta para ambientalistas, estudantes, administradores e gestores públicos. Vale ressaltar que urge a necessidade de se estabelecer uma via de mão dupla no que tange ao manejo e aos cuidados com o meio ambiente, tendo em vista as constantes respostas que nos são dadas pela natureza por meio de inúmeras catástrofes, a partir dos danos ambientais provocados pelas ações antrópicas marcadas pela falta de compromisso, de responsabilidade e de respeito à natureza.