Prevenção, Controle e Combate a Incêndios Florestais em Mato Grosso

Ref: 978-85-473-4486-3

No ano 2010 foi criado por meio Lei de Organização Básica (LC 404/2010) do Corpo de Bombeiros Militar do Mato Grosso (CBMMT) o Batalhão de Emergências Ambientais (BEA). No ano 2016, com o apoio da Escola de Governo do Estado de Mato Grosso teve início a 1º Curso de pós-graduação “lato sensu” em Prevenção, Controle e Combate a Incêndios Florestais presencial na região da Amazônia Legal. Vale destacar que essa foi a primeira pós-graduação realizada pela Escola de Governo e pelo CBMMT, portanto um avanço no ensino superior do Estado.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 99,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 35,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4486-3


ISBN Digital: 978-85-473-4487-0


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 16/05/2020


Número de páginas: 405


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 4 cm


1. Marcos Antônio Camargo Ferreira .

2. Paulo André da Silva Barroso .

3. Vanderlei Bonoto Cante .

4. Leandro Jorge de Souza Alves .

5. Oscemário Forte Daltro .


No ano 2010 foi criado por meio Lei de Organização Básica (LC 404/2010) do Corpo de Bombeiros Militar do Mato Grosso (CBMMT) o Batalhão de Emergências Ambientais (BEA). No ano 2016, com o apoio da Escola de Governo do Estado de Mato Grosso teve início a 1º Curso de pós-graduação “lato sensu” em Prevenção, Controle e Combate a Incêndios Florestais presencial na região da Amazônia Legal. Vale destacar que essa foi a primeira pós-graduação realizada pela Escola de Governo e pelo CBMMT, portanto um avanço no ensino superior do Estado.

O curso teve o total de 900 horas/aula, sendo 460 horas presenciais e outras 440 horas destinadas à pesquisa. Ao todo foram ministradas 12 disciplinas: O Problema do fogo nas florestas e meteorologia aplicada aos incêndios florestais; Combustão de biomassa e propagação dos incêndios; Comportamento do fogo; Efeitos do fogo sobre o ecossistema; Metodologia Científica; Métodos alternativos ao uso do fogo; Legislação ambiental; Geoprocessamento e monitoramento remoto; Ferramentas de gestão do fogo; Prevenção de incêndios florestais; Combate a incêndios florestais; Perícia de Incêndio Florestal; Fundamentos de gestão integrada em situações de crise e desastres; e ainda 440 horas sob orientação docente, destinadas à produção de estudos em formato de artigos que estão publicados neste livro.

Para esta 1ª edição mato-grossense totalmente presencial, foram acrescidas de algumas disciplinas práticas (combate, perícia e geoprocessamento) e a produção de artigos científicos como trabalho de conclusão de curso. Ao termino do curso foram entregues os seguintes produtos: 45 especialistas em Incêndio florestal, 45 artigos científicos e Planos de Prevenção, Controle e combate a Incêndio Florestal de 42 Unidades de Conservação do Estado de Mato Grosso.

Pode-se afirmar, sem sobra de dúvidas, que a conclusão deste curso é um marco técnico científico nesta temática aqui no Mato Grosso, sobretudo, pela formação de uma massa crítica que, inevitavelmente, trabalha com esse sinistro que ameaça nossa riquíssima biodiversidade.

Os trabalhos aqui apresentados se propõem servir como referência para novas tecnologias na resolução e mitigação dos problemas decorrentes desse evento recorrente que se constitui uma ameaça sócio-econômico-ambiental.

Este livro apresenta os artigos científicos produzidos pelos alunos do primeiro curso de pós-graduação “lato sensu” em Prevenção, Controle e Combate a Incêndios Florestais. E estão distribuídos em capítulos dividido em cinco partes: Legislação e Politicas, Prevenção, Combate, Geotecnologias e Fomento, onde os artigos se enquadraram conforme essas áreas temáticas.