Escola e Redes Sociais: Conexões, Conflitos e Sociabilidades

Ref: 978-65-86034-25-7

O livro Escola e redes sociais: conexões, conflitos e sociabilidades analisa o relacionamento entre professores e alunos de uma escola pública de ensino fundamental e médio de Belo Horizonte, no contexto atual em que as novas tecnologias de informação e comunicação afetam o mundo do trabalho e também instrumentalizam o trabalho docente e as relações sociais.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 58,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-86034-25-7


ISBN Digital: 978-65-86034-29-5


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 25/06/2020


Número de páginas: 141


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Rosália Monteiro Mota.

O livro Escola e redes sociais: conexões, conflitos e sociabilidades analisa o relacionamento entre professores e alunos de uma escola pública de ensino fundamental e médio de Belo Horizonte, no contexto atual em que as novas tecnologias de informação e comunicação afetam o mundo do trabalho e também instrumentalizam o trabalho docente e as relações sociais. Nesta investigação, as conexões presenciais e também virtuais, mediadas pelo uso das redes sociais, indicaram ser predominante o respeito entre esses sujeitos, ressaltando-se haver um cenário propício ao diálogo entre todos que fazem parte da instituição. A gestão escolar prioriza ações no sentido de manter uma boa infraestrutura de trabalho, com equipamentos eletrônicos disponíveis em sala de aula; diálogo constante com os professores, alunos e seus familiares, e funcionários administrativos; carga horária destinada à capacitação; estudos individuais; projetos interdisciplinares; correção e lançamento de notas nos diários eletrônicos. Desse modo, pudemos concluir que, nessa instituição, as interações gestadas nas salas de aula e expandidas para as redes sociais estão interligadas e influenciadas por fatores diversos, como a estrutura de trabalho, o clima organizacional e a gestão escolar, componentes importantes no sentido da convergência, do respeito e das negociações. A instituição foi descrita por alunos e professores como diferenciada, pois desenvolve práticas alinhadas às expectativas dos professores no sentido do cuidado e do respeito alterando positivamente suas expectativas quanto ao exercício do magistério, apresentando resultados satisfatórios no aspecto da aprendizagem e dos relacionamentos - sentimento convergente com os relatos dos alunos. Contudo eles pontuaram também problemas que a escola de modo persistente e criativo tenta solucionar. Seis professores e 58 alunos participaram desta pesquisa. Os professores de ensino fundamental e médio participaram por meio de entrevistas semiestruturadas e os alunos do 2.o ano do ensino médio, por meio de questionário. Conversas com os gestores, incursões no dia a dia das atividades escolares, entrevistas e observações nos permitiram a compreensão de que o sentido de ser professor nessa escola é diferenciado, pelo sentimento coletivo de que a tessitura das práticas escolares e dos relacionamentos faz parte do protagonismo de todos.