Finanças Comportamentais: Os Efeitos Certeza e Reflexão nos Processos Decisórios em Finanças e Governança Corporativos

Ref: 978-65-5523-195-3

O livro Finanças comportamentais: os efeitos certeza e reflexão nos processos decisórios em finanças e governança corporativos apresenta o resultado de uma pesquisa realizada com 100 gestores estratégicos que atuavam diretamente nas decisões de investimento, financiamento e governança corporativa nos anos de 2017 e 2018, em empresas brasileiras e internacionais, de pequeno, médio e grande porte (definido pelo ROB-BNDES).


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 59,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 26,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5523-195-3


ISBN Digital: 978-65-5523-190-8


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 30/07/2020


Número de páginas: 253


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Izabel Cristina da Silva Reis.

2. Francisco Vidal Barbosa.

O livro Finanças comportamentais: os efeitos certeza e reflexão nos processos decisórios em finanças e governança corporativos apresenta o resultado de uma pesquisa realizada com 100 gestores estratégicos que atuavam diretamente nas decisões de investimento, financiamento e governança corporativa nos anos de 2017 e 2018, em empresas brasileiras e internacionais, de pequeno, médio e grande porte (definido pelo ROB-BNDES).
Em decisões financeiras e de investimento, os comportamentos dos gestores estão sob influência de mecanismos neurológicos e psicológicos e podem ser interpretados como “irracionais” ou “inconscientes”. Nesse sentido, a obra traz panoramas diversificados e reflexões com fundamentação na Teoria de Finanças, com ênfase na Teoria da Utilidade Esperada, e em Finanças Comportamentais, com o foco na Teoria do Prospecto.
Os Efeitos Certeza e Reflexão, resultantes da utilização das heurísticas (atalhos simplificadores) da Representatividade e da Disponibilidade, foram identificados nas entrevistas e nos questionários respondidos pelos participantes após as análises quantitativa (testes e métodos estatísticos) e qualitativa (Técnica de Giorgi).
A presença desses efeitos reforça contrapontos importantes à racionalidade do mercado defendida por autores de finanças tradicionais, normalmente com regras e padrões de comportamentos muito bem definidos e mapeados.
Uma inovação deste trabalho foi a conexão estabelecida entre Finanças Tradicionais e Finanças Comportamentais, Psicologia, Neurociências e Filosofia, para a compreensão dos comportamentos humanos interpretados e tidos como não racionais ou inconscientes, em contextos de financiamento, investimento, risco e retorno em cenários de perdas e ganhos financeiros.
Fundamentada nos pressupostos das Neurociências e nas neuroimagens, além do suporte teórico fornecido pela Filosofia – a acrasia –, foi elaborado pelos autores da pesquisa, o conceito de Neuroacrasia, mostrando relações existentes entre cérebro e mente que influenciam as decisões financeiras de gestores. Sob esse prisma, os indivíduos não são livres para escolher em razão dos automatismos cerebrais e mentais requeridos no momento da decisão. Em outras palavras, o cérebro e a mente decidem antes do decisor.
Este livro está direcionado a profissionais que atuam em Finanças, além daqueles que querem ter um primeiro contato ou aprofundar seus conhecimentos em relação ao comportamento humano na perspectiva de Finanças Comportamentais, área em franca expansão, ao permitir que se conheça os mecanismos mentais e cerebrais que sustentam as decisões.
A obra foi pensada e redigida de forma didática, em linguagem acessível, de fácil entendimento e pode se tornar uma referência para pesquisas futuras partindo das ações e estratégias sugeridas no último capítulo.