Intervenções Dialógicas: Debates sobre Educação, Ciência e Museus

Ref: 978-65-5523-339-1

O livro Intervenções Dialógicas: debates sobre educação, ciência e museus reúne catorze capítulos que abordam, analiticamente, a história dos museus de ciência, a história da infância, a história das doenças, o pensamento social brasileiro e as querelas dos intelectuais em relação à organização do Estado e da sociedade.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 81,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 28,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5523-339-1


ISBN Digital: 978-65-5523-331-5


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 20/08/2020


Número de páginas: 285


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Maria Cristina Ferreira dos Santos.

2. Monica Ferreira de Farias.

3. Jorge Antonio Rangel.

4. Sônia Camara.

O livro Intervenções Dialógicas: debates sobre educação, ciência e museus reúne catorze capítulos que abordam, analiticamente, a história dos museus de ciência, a história da infância, a história das doenças, o pensamento social brasileiro e as querelas dos intelectuais em relação à organização do Estado e da sociedade. Nessa operação historiográfica, é importante que se diga, destacam-se o esforço por parte dos autores dessa edição em perquirir as redes de sociabilidades existentes entre intelectuais e instituições, considerando suas enunciações, projetos e campo de possibilidades. Com este intento, acreditamos que este livro possa contribuir com os debates acadêmicos no campo de estudos e pesquisas realizados no âmbito da história da educação no Brasil e em Moçambique.  Dessa forma, o livro em questão reivindica não somente produzir uma reflexão crítica de cunho teórico-metodológico sobre os temas estudados, mas, sobretudo, aprofundar as interpretações históricas possíveis acerca dos temas trabalhados sob as "suspeitas" de uma interrogação epistemológica constante. Por fim, ao leitor, o prazer dessa leitura em forma de degustação.