Papéis Possíveis: Manuscritos de Literatura Brasileira

Ref: 978-65-5523-811-2

Papéis possíveis: manuscritos de Literatura Brasileira constitui-se em coletânea de textos publicados em revistas acadêmicas que ora recebe tratamento editorial para efeito de sua divulgação em livro impresso e em e-book, configurando-se em obra direcionada a estudantes, professores e pesquisadores.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 18,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5523-811-2


ISBN Digital: 978-65-5523-800-6


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 20/08/2020


Número de páginas: 163


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Valdemar Valente .

Papéis possíveis: manuscritos de Literatura Brasileira constitui-se em coletânea de textos publicados em revistas acadêmicas que ora recebe tratamento editorial para efeito de sua divulgação em livro impresso e em e-book, configurando-se em obra direcionada a estudantes, professores e pesquisadores. Esse compêndio reúne material específico responsável por um conjunto de observações acerca do que se confirma como uma cronologia da literatura brasileira, das origens do Barroco à Literatura de Cordel, na condição de instrumento que concorre para o entendimento da cultura em seu percurso histórico e social.
Nesse sentido, os artigos obedecem a uma sequência que acompanha pari passu a relação da literatura com fenômenos que correspondem a mudanças relevantes em nossa sociedade. Isso se constitui em roteiro que busca atender à demanda dos Estudos Culturais como referência aos cursos de Letras e História. A intenção do autor, ainda que medida a diferença entre os textos, diz respeito à relação dessas áreas do conhecimento com a cultura brasileira de um modo geral.
Para tanto, os capítulos referem-se ao contato que a literatura estabelece com um recorte de época a que cada escritor a ser abordado observa. Assim, Gregório de Matos, Tomás Antônio Gonzaga, José de Alencar, Machado de Assis, João do Rio, Mário de Andrade, Marques Rebelo, Graciliano Ramos, Nelson Rodrigues e Clarice Lispector, entre os de maior destaque, são responsáveis pela fixação de termos definitivos na história da cultura que, em vista das questões que suscitam, referendam observações ainda mais amplas.
De posse desses elementos, a obra se faz acompanhar de citações teóricas que se mostram pertinentes, haja vista seu caráter descritivo ter em conta o auxílio de críticos e estudiosos que lhe servem como referências. As condições de abordagem necessárias a seu encaminhamento concorrem para que a configuração dos textos seja ampliada em seu sentido e seu significado. Desse modo, os artigos buscam como objetivo final a caracterização de diferentes termos da cultura brasileira que se integram em seu escopo de estudo e análise.