Jovens, Paz e Televisão, uma Relação Possível?

Ref: 978-85-473-4557-0

O livro apresenta uma completa e precisa reflexão sobre o papel da televisão aberta no cotidiano dos jovens da periferia, tendo como base os moradores da Vila Embratel, bairro de São Luís, no Maranhão, estigmatizado como violento pelos meios televisivos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-4557-0


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 18/09/2020


Número de páginas: 167


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Vera Lúcia Rolim Salles.

O livro apresenta uma completa e precisa reflexão sobre o papel da televisão aberta no cotidiano dos jovens da periferia, tendo como base os moradores da Vila Embratel, bairro de São Luís, no Maranhão, estigmatizado como violento pelos meios televisivos.
Essa influência da TV aberta desempenha papel importante no processo de socialização desses jovens, e as falas registradas mostram que as mensagens recebidas (telenovelas/telejornais) são discutidas e reinterpretadas como parte de um processo contínuo de autoentendimento.
Embora vistos superficialmente pela mídia local e pela sociedade, que os enxerga como marginais e violentos, esta obra mostra que a ideia de paz está presente na forma como esses moradores veem o bairro e os valores – como a solidariedade, o respeito ao outro e a convivência com as diferenças – que afirmam praticar.