Universidade “Nova”: uma Análise a Partir da Qualificação Profissional dos Estudantes

Ref: 978-65-5820-555-5

A elaboração deste livro deu-se após o autor acompanhar o processo de reforma universitária construída até então pelo presidente Lula, em meados de 2004. Naquele contexto, a reforma estava voltada para organizar aspectos mais político-administrativos (tais como as parcerias público-privadas) e pedagógicos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 76,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 27,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-555-5


ISBN Digital: 978-65-5820-547-0


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 14/10/2020


Número de páginas: 367


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Rafael Bastos Costa de Oliveira.

A elaboração deste livro deu-se após o autor acompanhar o processo de reforma universitária construída até então pelo presidente Lula, em meados de 2004. Naquele contexto, a reforma estava voltada para organizar aspectos mais político-administrativos (tais como as parcerias público-privadas) e pedagógicos.
Em abril de 2007 foi lançado o Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais brasileiras (Reuni). O governo federal sistematizou uma proposta que deu um novo tom à reforma.
Este pesquisador acompanhou o surgimento desse movimento, quando, ainda no final de 2006, emergiu uma proposta chamada de Universidade Nova, tendo a Universidade Federal da Bahia grande protagonismo nessas ações. Logo, este livro articula as mediações desse processo e a consolidação do Reuni até 2012.
O objeto investigativo é a proposta de qualificação profissional presente no Reuni e as mediações dessa política nas representações simbólicas na trajetória dos estudantes da UFBA, do curso de Bacharelado Interdisciplinar em Saúde (BIS). A partir do referencial materialista histórico dialético, foi analisada esta proposta de qualificação profissional uma vez que é uma das mais complexas do Reuni, por conseguinte, o entendimento dessas mediações é central.
O Reuni foi um programa contraditório em que demandas históricas, como a reestruturação das universidades e contratação de novos docentes, foram contempladas parcialmente. Isso é um legado de suma importância do programa, contudo outros pontos, como os parâmetros teórico-metodológicos, demonstraram-se frágeis.
A hipótese central do estudo indica que a estrutura do curso de Bacharelado Interdisciplinar em Saúde da UFBA não contempla o conceito de qualificação profissional como relação social, cuja relevância social e política foi construída historicamente pela classe trabalhadora. Isso se manifesta nas representações simbólicas dos discentes desse curso, em especial na dicotomia entre seus anseios e as possibilidades de atuação profissional.
Voltar a atenção, em dias atuais, para as políticas públicas de educação superior da última década no Brasil é um exercício de suma importância, sobretudo após ter decorrido pouco mais de um ano de governo de Jair Bolsonaro, em que a tônica para essa área vem sendo o corte recorrente de verbas para pesquisa, o aprofundamento das privatizações (com o lançamento do Programa Future-se).