Guia de Medicamentos e Produtos Tradicionais Fitoterápicos

Ref: 978-65-5523-569-2

Atualmente, existe um arsenal de informações em relação às plantas medicinais e fitoterápicos, mas o fato de estarem dispersas e nem sempre terem o respaldo científico, associado ao desconhecimento do que é um medicamento fitoterápico e produto tradicional fitoterápico, muitas vezes, comprometem a credibilidade do potencial terapêutico dos fitoterápicos frente aos profissionais de saúde.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 72,00 R$ 64,80 10% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-569-2


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 18/09/2020


Número de páginas: 523


Encadernação: Brochura


Peso: 150 gramas


Largura: 21 cm


Comprimento: 27 cm


Altura: 3 cm


1. Karina Ferrazzoli Devienne.

2. Simone Rocha de Oliveira.

3. Rachel Arantes Moraes.

4. Beatriz Gonçalves de Andrade .

Atualmente, existe um arsenal de informações em relação às plantas medicinais e fitoterápicos, mas o fato de estarem dispersas e nem sempre terem o respaldo científico, associado ao desconhecimento do que é um medicamento fitoterápico e produto tradicional fitoterápico, muitas vezes, comprometem a credibilidade do potencial terapêutico dos fitoterápicos frente aos profissionais de saúde.

O Guia de Medicamentos e Produtos Tradicionais Fitoterápicos surgiu da necessidade de se conhecer quais eram os medicamentos e produtos tradicionais fitoterápicos registrados[1] na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e comercializados no Brasil. Os produtos industrializados que se enquadram nas categorias de medicamentos fitoterápicos e produtos tradicionais fitoterápicos são desenvolvidos e produzidos com constante qualidade farmacêutica e possuem eficácia terapêutica assegurada para uso profilático, curativo ou paliativo, representando assim, um importante material de norteamento e auxílio para profissionais da área da saúde, principalmente, aos habilitados para a prescrição de fitoterápicos.

O guia foi compilado com informações obtidas no portal da Anvisa e é composto por quatro seções, subdivididas em: Seção 1: Espécies vegetais e Fitoterápicos, informando os nomes comerciais dos fitoterápicos que empregam determinada(s) espécie(s) em sua composição; Seção 2: Indicações terapêuticas, apresentando a principal aplicação clínica de cada fitoterápico; Seção 3: Informações Farmacêuticas, item que apresenta a classe terapêutica, espécie vegetal, empresa detentora do registro e formas de apresentação do fitoterápico; Seção 4: Informações Farmacológicas (bulário), tópico que contém dados sobre a matéria-prima ativa vegetal utilizada na produção dos fitoterápicos, concentração de constituintes fitoquímicos (marcador), efeitos farmacológicos, possíveis reações adversas e interações medicamentosas.

Dessa forma, pretendemos facilitar o acesso dos profissionais da saúde aos fitoterápicos disponíveis comercialmente no Brasil, estimulando a prescrição e utilização racional e adequada desses produtos, além de divulgar a Fitoterapia como possibilidade terapêutica segura e eficaz.