A Beleza e a Luta das Mãos: Representações na Literatura Surda

Ref: 978-65-5523-515-9

A beleza e a luta das mãos: representações na literatura surda analisa e coloca em circulação representações sobre ser surdo e sobre a língua de sinais a partir do estudo sobre a literatura surda produzida por estudantes das primeiras turmas do curso de Letras Libras, curso que formou inúmeros professores e intérpretes de Libras, modificando, de maneira como nunca antes vista, a difusão da língua de sinais e as pesquisas sobre essa temática.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 69,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-515-9


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 22/10/2020


Número de páginas: 161


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Juliana de Oliveira Pokorski.

A beleza e a luta das mãos: representações na literatura surda analisa e coloca em circulação representações sobre ser surdo e sobre a língua de sinais a partir do estudo sobre a literatura surda produzida por estudantes das primeiras turmas do curso de Letras Libras, curso que formou inúmeros professores e intérpretes de Libras, modificando, de maneira como nunca antes vista, a difusão da língua de sinais e as pesquisas sobre essa temática. A autora, encantada pela literatura, é generosa em apresentar as produções culturais surdas e também outras pesquisas sobre a temática da literatura surda, e, assim, o livro constitui-se como uma importante fonte de pesquisa para pessoas interessadas nesse tema emergente. O título resume os achados da pesquisa na qual se evidencia o valor da língua de sinais na constituição dos sujeitos surdos, sendo não apenas uma língua bela, mas também uma língua a partir da qual se engendram as articulações e lutas surdas. A literatura surda é apresentada como espaço de resistência perante discursos que historicamente posicionaram e, por vezes, ainda posicionam os surdos no campo da deficiência e da anormalidade, nela, circulam representações que até mesmo divulgam ganhos surdos e apontam caminhos para pensar a educação bilíngue para surdos.