Edward Lear e Edward Gorey: O Livro Infantil Ilustrado Nonsense

Ref: 978-65-5523-683-5

A obra tem por objetivo explorar as relações entre a palavra e a imagem, na configuração do livro infantil ilustrado de Edward Lear e de Edward Gorey, delimitando seu terreno e tendo por base duas obras previamente selecionadas: A book of nonsense (1846)/Viagem numa peneira (2011), de Edward Lear, e A bicicleta epiplética (1969), de Edward Gorey.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 18,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5523-683-5


ISBN Digital: 978-65-5523-648-4


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 22/10/2020


Número de páginas: 139


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Vera Bastazin.

2. Fernanda Marques Granato.

A obra tem por objetivo explorar as relações entre a palavra e a imagem, na configuração do livro infantil ilustrado de Edward Lear e de Edward Gorey, delimitando seu terreno e tendo por base duas obras previamente selecionadas: A book of nonsense (1846)/Viagem numa peneira (2011), de Edward Lear, e A bicicleta epiplética (1969), de Edward Gorey. As obras são analisadas à luz dos conceitos de imagem, de Wolff (2005); de texto e imagem, de Necyk (2007); de ilustração no livro, de Porto (2012); de livro ilustrado, de Linden (2011); de relação palavra-imagem, de Nikolajeva e Scott (2011); de literatura infantil, de Hunt (2010) e de Palo e Oliveira (1992); de origem da escrita, de Gomes (2007); de literatura nonsense, de Sewell (1952); e de ilustração como tradução intersemiótica, de Pereira (2008). Caracterizamos a escrita, a imagem, o gênero no qual se insere a literatura infantojuvenil e o livro infantil ilustrado e suas formas de manifestação relacionadas aos autores, às obras e às suas temporalidades; analisamos a construção de cada uma das obras em relação ao livro infantil ilustrado em termos da relação texto e imagem; analisamos as obras, em perspectiva comparativista, ressaltando possíveis aproximações e diferenças, tanto temáticas quanto estruturais; explicitamos a importância de Edward Lear e de Edward Gorey, nos contextos aos quais pertencem; posicionamos Gorey como herdeiro da produção de Lear e como autor contemporâneo que produz livros infantis ilustrados nonsense. A análise do livro infantil ilustrado de cada autor é feita tendo por base a hipótese de que é possível utilizar a chave de análise da relação palavra-imagem que se desenvolve no livro ilustrado para pensar a obra de Lear e de Gorey.