Os Sintomas e Hematomas do Amor

Ref: 978-65-5820-556-2

O que é possível dizer sobre as escolhas amorosas que confiscam o desejo das mulheres e as violentam? O que constatar diante de relações abusivas que mortificam as possibilidades de expressão de vida do outro? Seriam todas elas expressões de um gozo masoquista? Ou a própria cultura, ao fazer do amor um ideal de felicidade, daria conta de explicar uma escolha amorosa e a manutenção de vínculo nesses moldes?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5820-556-2


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 11/11/2020


Número de páginas: 169


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Maria Liliane Gomes dos Santos.

O que é possível dizer sobre as escolhas amorosas que confiscam o desejo das mulheres e as violentam? O que constatar diante de relações abusivas que mortificam as possibilidades de expressão de vida do outro? Seriam todas elas expressões de um gozo masoquista? Ou a própria cultura, ao fazer do amor um ideal de felicidade, daria conta de explicar uma escolha amorosa e a manutenção de vínculo nesses moldes? Essas são algumas das perguntas condutoras do livro Os sintomas e hematomas do amor, que, em diálogo com a teoria psicanalítica, apresenta a vida amorosa de cinco mulheres submersas em relações abusivas, cujo elo conjugal se constitui um ponto central dos discursos. Resultado da aposta na realização de uma pesquisa clínica, este livro assume o compromisso com a revisão de textos clássicos fundadores da disciplina freudiana e sustenta o interesse genuíno pelo conhecimento que se mantém para além da consciência, à medida que a intenção da pesquisa em psicanálise é ajudar a humanidade a desvelar os segredos sobre si, em busca de uma resposta sobre o funcionamento da mente humana. A sutileza com que se visita a teoria do amor na literatura e na cultura é resultado do percurso formativo da autora e um convite agradável que se estende ao público leigo em contraponto à densidade dos relatos obtidos por meio da escuta analítica em uma instituição pública de referência no enfrentamento desse tipo de violência.