Gestão Socioambiental de Resíduos Sólidos: um olhar sobre Curitiba

Ref: 978-65-5820-385-8

Gestão Socioambiental de Resíduos Sólidos: um olhar sobre Curitiba propõe-se analisar, como enfatiza o título da obra, os principais impactos e perspectivas socioambientais na gestão dos resíduos sólidos no município de Curitiba, estado do Paraná, Brasil.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 58,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-385-8


ISBN Digital: 978-65-5820-380-3


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 05/11/2020


Número de páginas: 187


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Raphael Rolim de Moura .

Gestão Socioambiental de Resíduos Sólidos: um olhar sobre Curitiba propõe-se analisar, como enfatiza o título da obra, os principais impactos e perspectivas socioambientais na gestão dos resíduos sólidos no município de Curitiba, estado do Paraná, Brasil. Procura apresentar as estratégias de gestão e gerenciamento (2013-2016) na redução de fontes geradoras dos resíduos sólidos por meio de educação ambiental sustentável, descentralização do manejo, valorização dos catadores e geração do biogás; propor métodos de planejamento na gestão dos resíduos para a segunda e terceira décadas do século XXI. Nos objetivos específicos, discutem-se o processo de desenvolvimento, o meio ambiente e as contradições, relacionando com as políticas públicas federais, estaduais e municipais, destinadas ao gerenciamento de resíduos, seu histórico, limites e possibilidades entre as décadas de 1970 e 2000. Aborda o panorama nacional e internacional na gestão dos resíduos sólidos, confrontando com a gestão estadual; procura identificar qual é o debate presente na segunda década do século XXI e correlacionar com os aspectos socioambientais, no sentido de perceber os desafios socioambientais de sustentabilidade dos resíduos sólidos.

O método utilizado foi uma pesquisa bibliográfica, com análise do ambiente local, além da aplicação de um questionário aos principais gestores do meio ambiente de Curitiba, para identificar as dificuldades fundamentais, as necessidades e o pensamento desses gestores que lidam diariamente com a questão dos resíduos sólidos urbanos no município. Como resultado final da pesquisa, é possível dizer que tanto a literatura como as pesquisas externas conduziram aos resultados esperados pelo autor do trabalho. Conclusivamente, diz-se que o Poder Público e a sociedade, de forma conjunta, devem desenvolver soluções gerenciais e tecnológicas, visando aos benefícios do meio ambiente, do Estado e, especialmente, dos catadores, que são a classe mais desprotegida e que necessita ser resguardada, em vista dos direitos e garantias fundamentais do cidadão e da dignidade da pessoa humana. Os resultados mostraram que no município de Curitiba existem projetos futuros de gerenciamento dos resíduos sólidos, em funcionamento e que funcionarão ulteriormente, que integram o Programa de Redução de Resíduos (gestão 2014) e o Programa de Implantação das Estações de Sustentabilidade (pontos de entrega voluntária dos resíduos − gestão 2014). Para 2015, o planejamento incluiu o Projeto de Operação das Estações de Transbordo de Resíduos e o Projeto de Operação do Biogás do Aterro da Caximba; para 2016, o Plano de Operação dos Biodigestores Distribuídos aplicado na região de Curitiba.