Tripé Universitário e Angústias: Sobre Ser Docente-pesquisador Que Forma Professores

Ref: 978-65-5820-737-5

Considerando-se a constituição de saberes docentes como uma atividade complexa que perpassa não somente a formação acadêmica, como também a constituição de valores e crenças pessoais, o fenômeno da existência de cientistas como integrantes dos cursos de formação de professores, organizados administrativa e ideologicamente na universidade, convida a reflexões sobre as diferentes dimensões que compõem o conjunto dessas crenças e valores, para além das próprias práticas pedagógicas e investigativas que nutrem a composição de saberes desses indivíduos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 81,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5820-737-5


Edição: 1


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 245


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 27 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. José Bento Stuart.

2. Silvia Zuliani.

Considerando-se a constituição de saberes docentes como uma atividade complexa que perpassa não somente a formação acadêmica, como também a constituição de valores e crenças pessoais, o fenômeno da existência de cientistas como integrantes dos cursos de formação de professores, organizados administrativa e ideologicamente na universidade, convida a reflexões sobre as diferentes dimensões que compõem o conjunto dessas crenças e valores, para além das próprias práticas pedagógicas e investigativas que nutrem a composição de saberes desses indivíduos.

Este livro traz um estudo com quatro docentes-pesquisadores a partir da seguinte questão: como cientistas significam a vivência de ser docente-pesquisador formador de professores na indissociabilidade do tripé universitário?

A partir dos relatos de seus cotidianos, levantam-se discussões teóricas embasadas em diferentes referenciais da filosofia e sociologia da ciência, perpassando a história e pedagogia universitárias para temáticas, tais como dogmatismo e primazia da pesquisa científica, crise institucional, estrutura e organização do tripé universitário, desvalorização da formação de professores, descaracterização da extensão universitária e angústia existencial.