Estado, Desenvolvimento e Mineração de Urânio no Brasil

Ref: 978-65-5820-137-3

O livro Estado, desenvolvimento e mineração de urânio no Brasil debate o processo de licenciamento do complexo mínero-industrial de mineração de urânio e fosfato a ser instalado no município de Santa Quitéria, situado no semiárido cearense.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 66,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 23,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-137-3


ISBN Digital: 978-65-5820-130-4


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 13/01/2021


Número de páginas: 235


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Francisco Hélio Monteiro Júnior.

O livro Estado, desenvolvimento e mineração de urânio no Brasil debate o processo de licenciamento do complexo mínero-industrial de mineração de urânio e fosfato a ser instalado no município de Santa Quitéria, situado no semiárido cearense. Com uma abordagem interdisciplinar, ancorado nos saberes da Ecologia Política, Sociologia Ambiental, Antropologia e Sociologia do Desenvolvimento, a obra descortina os modos de contestação e de legitimação do desenvolvimento tecidos por aqueles que conformam um campo de disputa sobre os efeitos decorrentes da operação da mina de urânio e de fosfato. O autor não se limita a um trabalho sobre o tempo presente. Com uma abordagem histórica, revela a relação entre o Projeto Santa Quitéria de mineração de urânio e fosfato e o programa brasileiro de geração de energia nuclear, desde período da ditadura militar, que alimenta os discursos do Brasil como fonte inesgotável de bens naturais para atender aos interesses do desenvolvimentismo. A pesquisa também foi realizada a partir do uso de diversas metodologias. O trabalho de campo foi realizado especificamente na sede do município de Santa Quitéria e em dois de seus distritos rurais, Riacho das Pedras e Morrinhos, em diálogo com os moradores dessas localidades que são impactadas diretamente pelo empreendimento. Nestas páginas também está registrado o resultado da observação das audiências públicas concernentes ao projeto de grande escala de mineração de urânio e fosfato, bem como a análise de documentos produzidos no âmbito de uma gestão pública dos recursos energéticos e da geração de energia nuclear pelo Governo Federal, e aqueles produzidos pelos movimentos sociais e entidades civis que são contra o projeto de mineração. Diante do cenário de catástrofe marcado pelas tragédias ambientais provocadas pelo rompimento das barragens de mineradoras em Mariana e Brumadinho, sem esquecer o caso do césio-187, ocorrido em 1987, em Goiânia – um dos acidentes radioativos mais graves do mundo – esta obra merece ser lida com atenção por todos que querem compreender a dinâmica socioambiental conflitiva que envolve o processo de implantação de um empreendimento minerário, incluindo as promessas que chegam com ele aos territórios, os movimentos que engendra, as cifras envolvidas e, por fim, os discursos favoráveis e contrários à mineração.