O Superendividamento na Vida das Trabalhadoras e dos Trabalhadores: Por um Olhar para Além do Aparente

Ref: 978-65-5820-933-1

O livro O superendividamento na vida das trabalhadoras e dos trabalhadores: por um olhar para além do aparente traz a realidade tão recorrente no contexto societário atual, a partir da democratização do acesso ao crédito e da privatização de direitos sociais.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 16,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-933-1


ISBN Digital: 978-65-5820-926-3


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 28/01/2021


Número de páginas: 129


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Letícia Maria Pereira.

2. Rosângela da Silva Almeida.

O livro O superendividamento na vida das trabalhadoras e dos trabalhadores: por um olhar para além do aparente traz a realidade tão recorrente no contexto societário atual, a partir da democratização do acesso ao crédito e da privatização de direitos sociais. Entendendo que sua origem é marcada por disputas de interesses no modo de produção capitalista em seu auge da mundialização do capital, esta obra busca discutir e analisar os desdobramentos do capital financeiro, a partir do superendividamento, com vistas a evidenciar as consequências na vida das trabalhadoras e dos trabalhadores, na perspectiva da garantia de direitos. Entrelaçando a teoria com as possibilidades na intervenção profissional, a pesquisa qualifica o debate, a partir da realidade de trabalho no Poder Judiciário de um município da região metropolitana de Porto Alegre/RS. A obra dá visibilidade para o superendividamento como uma expressão da Questão Social observada na população mais vulnerável. Por isso, permite subsidiar o debate sobre o enfrentamento da situação de forma coletiva.