Bater Educa? O Que Dizem Crianças do Brasil

Ref: 4213958

Esta obra tem como tema o fenômeno da violência doméstica física contra crianças e adolescentes (VDCA) no Brasil, especialmente no que tange à denominada cultura da palmada.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 84,00 R$ 50,40 40% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-228-7


Edição: 1


Ano da edição: 2014


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 278


Peso: 200 gramas


Largura: 21 cm


Comprimento: 27 cm


Altura: 2 cm


1. Cristiano da Silveira Longo.

Esta obra tem como tema o fenômeno da violência doméstica física contra crianças e adolescentes (VDCA) no Brasil, especialmente no que tange à denominada cultura da palmada. Originalmente apresentada junto ao Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) como Tese de doutoramento em Psicologia, em 2007, trata-se de uma investigação social, de caráter qualitativo, sobre os sentidos de se crescer com palmada. Pretendeu-se compreender os modos de significação das experiências infantis de apanhar do pai ou da mãe na infância, isto é, as sensações, emoções, sentimentos e valores inter-relacionados sobre tais experiências autobiográficas. Debruçando-se sobre o estudo das dimensões constituintes da afetividade, buscou-se aproximar da questão de se a palmada, que se constitui em uma violação do direito à integridade física, psíquica e moral da criança, o é assim por ela vivenciada. Foram captados registros e testemunhos do universo doméstico, no tocante aos processos relativos às maneiras de como se educar uma criança, que fazem parte de um modo de sociabilidade maior, implicando condutas práticas e éticas disciplinares, em que atos de violência física e humilhação de pais contra filhos são encenados cotidianamente.