Análise dos Fretes Praticados pelos Transportadores Rodoviários de Cargas

Ref: 978-65-5820-974-4

O transporte rodoviário de cargas no Brasil tem sido utilizado como principal meio de deslocamento de cargas entre os polos de produção de bens e o mercado consumidor.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 57,00 R$ 39,90 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5820-974-4


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 25/02/2021


Número de páginas: 183


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Aurélio Lamare Soares Murta.

2. Maria da Penha da Silva Araújo.

O transporte rodoviário de cargas no Brasil tem sido utilizado como principal meio de deslocamento de cargas entre os polos de produção de bens e o mercado consumidor. Entretanto, esse sistema, que é responsável por mais de 60% das cargas transportadas e que opera com empresas e transportadores autônomos em condições de baixa regulamentação, facilita a entrada de novos operadores nesse mercado, muitas vezes sem condições de atender às demandas características desse trabalho. O mercado consumidor, por estar cada vez mais exigente, obriga o setor de transportes a oferecer serviços cada vez mais especializados, mas a custos acessíveis, de modo a não onerar o preço final dos produtos ao consumidor. As empresas, por sua vez, executam o serviço, muitas vezes com frota própria e outra parte com autônomos temporários. Estes últimos não conseguem fretes diretamente com o produtor de bens e ficam sujeitos às contratações das transportadoras, que impõem regras e custos difíceis de serem praticados pelos autônomos. Isso gera uma série de problemas para esses trabalhadores, que precisam ofertar o serviço com a qualidade exigida pela empresa, mas são remunerados de acordo com os interesses da organização, o que nem sempre é suficiente para cobrir todos os custos operacionais de forma correta. Desse modo, este livro buscou averiguar tais distorções causadas pelos baixos preços dos fretes praticados pelos autônomos, tomando-se como estudo de caso o eixo São Paulo-Rio de Janeiro no transporte de carga geral. Para tanto, foi realizada uma vasta pesquisa bibliográfica com o intuito de identificar todos os custos envolvidos nessa operação, bem como as características e peculiaridades desse ofício, de modo que fosse possível a modelagem de um método de cálculo dos custos envolvidos na operação de transporte. Por fim, chegou-se ao preço final que seria justo para remunerar todos os gastos percebidos pelo transportador autônomo em seu trabalho. Foi realizada, também, uma pesquisa de campo junto às transportadoras e aos autônomos sobre o mercado de fretes nesse eixo em estudo, e foram efetuadas comparações entre os valores praticados pelo autônomo e aqueles que este deveria praticar corretamente.