Condicionamento Clássico: A Ansiedade Patológica e um Modelo Animal de Ansiedade

Ref: 978-65-250-0384-9

A aprendizagem associativa vem sendo pesquisada desde o século XIX em modelos animais. Ao longo do tempo evidências científicas só foram possíveis a partir de um variado cenário de teorias e discussões sobre o conhecimento das emoções.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 16,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-0384-9


ISBN Digital: 978-65-250-0385-6


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 05/04/2021


Número de páginas: 83


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Carolina Macêdo-Souza.

A aprendizagem associativa vem sendo pesquisada desde o século XIX em modelos animais. Ao longo do tempo evidências científicas só foram possíveis a partir de um variado cenário de teorias e discussões sobre o conhecimento das emoções. Dessa forma, utilizando experimentos comportamentais, o condicionamento clássico pôde ser estudado. Diversas pesquisas são realizadas sobre esse tipo de aprendizagem associativa e seu envolvimento em outros processos psicológicos básicos, tais como: memória e emoção. No que concerne à psicologia experimental os processos associativos envolvem diferentes níveis, tais como: anátomo-funcional, bioquímico e comportamental. Nesse paradigma, o condicionamento clássico vem sendo estudado como ferramenta para obtenção de maior entendimento dos transtornos psiquiátricos que acometem os seres humanos, principalmente os transtornos de ansiedade quando essa aprendizagem é aversiva. Esta obra tem como objetivo ressaltar a relevância desse tema tanto para a prática clínica quanto investigativa acerca dos mecanismos biológicos e comportamentais inerentes à ansiedade patológica com o uso da pesquisa experimental, citando um modelo animal de ansiedade contextual relacionado ao transtorno de ansiedade generalizada.