Cevada e Malteação

Ref: 978-65-250-0180-7

O malte é utilizado para a alimentação e em diversos processos produtivos de alimentos, mas é na produção de bebidas fermentadas que se mostra um ingrediente com qualidades que permitem que os microrganismos produzam uma bebida capaz de encantar os mais rigorosos paladares. Enquanto parte dos consumidores cita a cevada como o grão responsável pela produção de cerveja, é na verdade o processo de malteação que fornece o ingrediente com as características ideais para a produção da bebida alcoólica preferida dos brasileiros.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0180-7


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 15/04/2021


Número de páginas: 149


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Grace Ferreira Ghesti.

O malte é utilizado para a alimentação e em diversos processos produtivos de alimentos, mas é na produção de bebidas fermentadas que se mostra um ingrediente com qualidades que permitem que os microrganismos produzam uma bebida capaz de encantar os mais rigorosos paladares. Enquanto parte dos consumidores cita a cevada como o grão responsável pela produção de cerveja, é na verdade o processo de malteação que fornece o ingrediente com as características ideais para a produção da bebida alcoólica preferida dos brasileiros. Levando o leitor à uma imersão nos conceitos bioquímicos, para não apenas entender cada etapa do processo de produção de malte, mas compreender os fenômenos envolvidos e como controlar o processo para encontrar os aromas e sabores capazes de gerar sorriso em quem brinda uma bela e saborosa cerveja, apresentam-se os por menores do cultivo da cevada, as análises sensoriais e físico-químicas na escolha da matéria-prima ideal para a malteação, entrando no processo de malteação, e as etapas são explicadas e colocados exemplos da produção dos diversos tipos de malte encontrados no mercado. Descrevem-se, ainda, os principais cereais utilizados nos processos e suas vantagens e desvantagens em relação à cevada. Para aqueles que desejam se aprofundar no processo de fermentação alcoólica, há que lembrar que, quando é utilizado cereal, o primeiro bioprocesso não é a fermentação, tudo começa em saber germinar a semente e controlar o processo para que o grão possa liberar todo o seu potencial enzimático, para que nossas leveduras sejam devidamente bem cuidadas e apenas aromas e sabores agradáveis ao perfil humano sejam liberados. Não se contente em saber fazer sua própria cerveja, faça seu próprio malte!