A Justiça Restaurativa entre a Teoria e a Vivência: Seus Limites e Potencialidades Perante a Crise do Sistema Penal

Ref: 978-65-250-0403-7

O livro A justiça restaurativa entre a teoria e a vivência: seus limites e potencialidades perante a crise do sistema penal analisa a possibilidade de a justiça restaurativa superar o paradigma punitivo sustentado pelo sistema penal, sob o olhar da criminologia crítica, do abolicionismo de Louk Hulsman e do minimalismo de Nils Christie.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0403-7


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 31/05/2021


Número de páginas: 143


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Juliana Lobo Camargo.

O livro A justiça restaurativa entre a teoria e a vivência: seus limites e potencialidades perante a crise do sistema penal analisa a possibilidade de a justiça restaurativa superar o paradigma punitivo sustentado pelo sistema penal, sob o olhar da criminologia crítica, do abolicionismo de Louk Hulsman e do minimalismo de Nils Christie.
Para isso, a autora contextualizou o atual sistema penal brasileiro, revisitando os saberes criminológicos desse sistema e expondo a crise pela qual ele atravessa, considerando dois pontos opostos e contraditórios: sua deslegitimação e, simultaneamente, sua expansão.
A autora tratou, também, das base da justiça restaurativa, a partir de uma análise de sua origem no sistema de justiça, bem como de suas perspectivas teóricas e dos marcos legais norteadores no Brasil. A obra apresenta, ainda, a experiência do projeto de justiça restaurativa desenvolvido no estado de São Paulo, em que se verificou a capacidade da metodologia dos polos irradiadores para além do paradigma punitivo.
Essas são questões relevantes, dirigidas a todos que se interessam pela justiça restaurativa e pela potencialidade dessa metodologia ancestral para lidar com a problemática do sistema de justiça criminal.