O Teto: Ideias sem Anestesia para Respostas de Veias Abertas

Ref: 978-65-250-0852-3

O Teto – Ideias sem anestesia para respostas de veias abertas é um balanço de vida emocionante, dinâmico e bem-humorado feito por um paciente chamando para uma conversa séria a respeito de viver. É uma narrativa para alimentar a jovialidade do espírito e para as pessoas que questionam a passagem do tempo. Além disso, mostra, em uma conversa franca, assuntos contemporâneos sob uma ótica em que teoria e prática se encontram para ajudar a pessoa a se situar no meio do mundo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 16,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-0852-3


ISBN Digital: 978-65-250-0850-9


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 23/06/2021


Número de páginas: 219


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 13 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. RUI AFONSO DO NASCIMENTO PAIVA.

O Teto – Ideias sem anestesia para respostas de veias abertas é um balanço de vida emocionante, dinâmico e bem-humorado feito por um paciente chamando para uma conversa séria a respeito de viver. É uma narrativa para alimentar a jovialidade do espírito e para as pessoas que questionam a passagem do tempo. Além disso, mostra, em uma conversa franca, assuntos contemporâneos sob uma ótica em que teoria e prática se encontram para ajudar a pessoa a se situar no meio do mundo. O Teto, no caso, é apenas um detalhe, um despertar entre um leito e o simples ato de olhar para cima. Ao mesmo tempo é revelador quando se trata de um convite para perceber o mundo sob outros olhares na alegria de se estar vivo.
O que resta a um paciente pensar em um leito de hospital além da intrigante relação entre passado, presente e futuro? Adquirir um novo olhar de si é a primeira resposta, e faz do silêncio uma arte em tempos de barulho, intensa comunicação e expressividade humana. Assim, a paciência para ler a realidade contemporânea pode ser um dos remédios para simplesmente curar.
Então ouça alguém que acabou de ganhar uma segunda chance. Não tenha dúvida, a clareza e a simplicidade com a qual ele vê o que de fato importa – aspectos sutis da relação com a família, amigos, trabalho, o lar –, deixa-nos sem ar. O texto é envolvente e deixa a vida mais leve.