Dinâmica de Espécies Arbóreas em um Fragmento de Cerrado no Bolsão Sul-Matogrossense

Ref: 978-65-250-1360-2

As espécies arbóreas em um fragmento de Cerrado têm um papel importante nos processos de restauração de áreas degradadas e mitigação dos efeitos negativos da destruição dos ambientes naturais, pois têm a função de auxiliar a conservação e a reabilitação dos processos ecológicos e promover a conservação da biodiversidade.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-1360-2


ISBN Digital: 978-65-250-1359-6


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 04/09/2021


Número de páginas: 71


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Darlin Gonzalez Zaruma.

2. Marcela Aparecida de Moraes.

3. Mario Luiz Teixeira de Moraes.

4. José Cambuim.

5. Daniela Silvia de Oliveira Canuto.

6. Alexandre Marques da Silva.

As espécies arbóreas em um fragmento de Cerrado têm um papel importante nos processos de restauração de áreas degradadas e mitigação dos efeitos negativos da destruição dos ambientes naturais, pois têm a função de auxiliar a conservação e a reabilitação dos processos ecológicos e promover a conservação da biodiversidade. Nesse contexto, faz-se interessante conhecer a estrutura populacional, a distribuição espacial e o tamanho efetivo de espécies arbóreas nativas presentes em um fragmento florestal de Cerrado localizado na Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), campus de Ilha Solteira, no município de Selvíria-MS, com vistas de transformá-lo em área para subsidiar coleta de sementes. Sendo assim, foram mensurados e identificados 1.187 indivíduos com DAP ≥ 10 cm pertencentes a 60 espécies e distribuídos em 31 famílias, com destaque para a família Fabaceae, com 11 espécies. Dentre as espécies encontradas com o maior Índice de Valor de Importância (IVI), Copaifera landesdorffii, Diptychandra aurantiaca, Parapiptadenia rigida, Qualea grandiflora, Qualea parviflora, Vochysia tucanorum, Tapirira guianensis, Astronium fraxinifolium, Xylopia aromatica e Mabea fistulifera podem ser classificadas como potenciais para a locação de árvores matrizes para subsidiar a coleta de sementes e, portanto, dispõem de tamanho efetivo que permite a formação de novas populações a partir da coleta de sementes nessa área de reserva legal, o que será fundamental para restauração ecológica em áreas do Bolsão Sul-Matogrossense.