A Educação Vitoriana sob a Ótica de Charles Dickens

Ref: 978-65-250-1462-3

Em A educação vitoriana sob a ótica de Charles Dickens, Roberta Santurio investiga a visão crítica de Charles Dickens sobre o tema “educação” tal como representada em seus célebres romances Oliver Twist (1838) e Hard Times (1854). A descrição da experiência vitoriana de “educação”, que encontra uma forte crítica na obra de Dickens, permite um vislumbre de problemas ainda existentes, entre os quais as relações entre educação e sensibilidade, educação e autoritarismo e educação e liberdade.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 16,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-1462-3


ISBN Digital: 978-65-250-1464-7


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 10/09/2021


Número de páginas: 109


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Roberta Santurio.

Em A educação vitoriana sob a ótica de Charles Dickens, Roberta Santurio investiga a visão crítica de Charles Dickens sobre o tema “educação” tal como representada em seus célebres romances Oliver Twist (1838) e Hard Times (1854). A descrição da experiência vitoriana de “educação”, que encontra uma forte crítica na obra de Dickens, permite um vislumbre de problemas ainda existentes, entre os quais as relações entre educação e sensibilidade, educação e autoritarismo e educação e liberdade. Ao lermos essas narrativas e observarmos os personagens infantis e os representantes da educação, fica evidente o ideal pedagógico de Dickens, que contempla o desenvolvimento amplo dos indivíduos por meio de métodos democráticos de ensino, concebidos não como uma forma de governo, mas como uma filosofia educacional que contempla tanto o corpo quanto a mente. Assim, na visão dickensiana, a educação abrangente, que tem como objetivo principal o aperfeiçoamento do caráter dos sujeitos, é o caminho para uma harmonia social. No entanto, a análise revela que Oliver Twist, um dos primeiros romances do autor, configura-se pelo alto nível de idealização e está assentado em valores essencialmente cristãos. Já Hard Times é incisivo em sua crítica à doutrina utilitarista e ensaia um movimento de ação social. Ainda assim, apesar das diferenças no tom das narrativas, ambas advogam pelo equilíbrio individual e social, mostrando um autor com princípios gregários.