Direitos Sociais na Cidade Global: Direitos Sociais e Educação Pública na Cidade Global, Direitos Sociais na Cidade Global e Direitos Sociais e Economia na Cidade Global

Ref: 978-85-473-4328-6

O presente livro parte da convicção de que a cidade e a maior das criações do homem, pois ela lhe assegura a sensação de permanência ao mesmo tempo que lhe permite criar e reinventar esse espaço que lhe cerca e, de certa forma, lhe protege. A liberdade, aliada à autodeterminação, provenientes do livre-arbítrio, faz com que o homem impelido por seus interesses transforme progressivamente a natureza das cidades em megacidades, cada vez mais de caráter técnico e artificial.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 76,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-4328-6


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 04/11/2021


Número de páginas: 173


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Vanderlei Martins.

2. Cleyson de Moraes Mello.

3. Marcos Paulo Sobreiro Pulvino.

O presente livro parte da convicção de que a cidade e a maior das criações do homem, pois ela lhe assegura a sensação de permanência ao mesmo tempo que lhe permite criar e reinventar esse espaço que lhe cerca e, de certa forma, lhe protege. A liberdade, aliada à autodeterminação, provenientes do livre-arbítrio, faz com que o homem impelido por seus interesses transforme progressivamente a natureza das cidades em megacidades, cada vez mais de caráter técnico e artificial. Nesse ambiente mutante e geograficamente definido como território, o homem se socializa e define as relações sociais através de relações de poder politico e econômico. Assim, a partir do estabelecimento das cidades como ambientes comuns de interações sociais e institucionais, se estabelece também o principio da responsabilidade humana como garantia da harmonia nas relações sociais. A partir dessa necessidade, a ética torna-se imperativa na cultura das grandes cidades contemporâneas. Desse modo, o livro que ora apresentamos, discute os direitos sociais dentro de uma perspectiva ética e humanista. Isso porque e nas cidades, agora globais, que se projetam e se definem o futuro das sociedades. Em uma palavra, as cidades devem ser locais privilegiados para estabelecimento e perpetuação dos direitos sociais equilibrados e justos.