[PRÉ-VENDA] A Gestão Arquivística de Documentos e a Difusão do Conhecimento em Saúde

Ref: 978-65-250-1127-1

A gestão arquivística de documentos e a difusão do conhecimento em saúde constituem-se em um estudo pertinente e oportuno, tanto do ponto de vista acadêmico como do ponto de vista técnico-científico. Contribui de forma efetiva para uma prática arquivística transformadora na área de saúde. A relação entre a organização das informações em saúde e seus efeitos sobre a difusão do conhecimento parece ser algo simples e natural. No entanto, quando apresentada em seus detalhes, observamos uma complexidade inquietante, exigindo um imenso esforço para sua compreensão – que sempre se mostrou indispensável e, agora, conta com mais um poderoso aliado –, para organizar e disponibilizar um volume significativo de informações e tornar acessível o conhecimento em saúde. [Entrega em até 30 dias]. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-1127-1


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 24/11/2021


Número de páginas: 225


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 23 cm


Comprimento: 16 cm


Altura: 2 cm


1. Gillian Leandro de Queiroga Lima.

2. Francisco José Aragão Pedroza Cunha.

3. Hernane Borges de Barros Pereira.

A gestão arquivística de documentos e a difusão do conhecimento em saúde constituem-se em um estudo pertinente e oportuno, tanto do ponto de vista acadêmico como do ponto de vista técnico-científico. Contribui de forma efetiva para uma prática arquivística transformadora na área de saúde. A relação entre a organização das informações em saúde e seus efeitos sobre a difusão do conhecimento parece ser algo simples e natural. No entanto, quando apresentada em seus detalhes, observamos uma complexidade inquietante, exigindo um imenso esforço para sua compreensão – que sempre se mostrou indispensável e, agora, conta com mais um poderoso aliado –, para organizar e disponibilizar um volume significativo de informações e tornar acessível o conhecimento em saúde.
Assim, poderíamos perguntar: a quem interessou, até aqui, a desarticulação e o consequente “silêncio” entre a gestão arquivística de documentos nos Organismos Produtores de Serviços de Atenção em Saúde (OPSAS) e a difusão do conhecimento sobre saúde? Ou, ainda: por que poucos se interessaram pelo “tratamento e organização das informações em saúde”? E como bem entenderam os autores ? Gillian Leandro de Queiroga Lima, Francisco José Aragão Pedroza Cunha e Hernane Borges de Barros Pereira ?, são questões que demandaram uma abordagem direta junto aos profissionais de saúde e à qualidade do diálogo estabelecido com a gestão arquivística de documentos.
O livro e seus resultados certamente transcenderão a si mesmos. Os próprios autores sugerem como estimular a implantação de políticas institucionais e corporativas que promovam “os arquivos, por meio das informações orgânicas e dos seus documentos, proporcionando a difusão do conhecimento em saúde”. Os dados oferecem um olhar inédito sobre o tema, e mais que simplesmente validam os “achados” da pesquisa ou das ações estratégicas propostas. Os resultados são valiosos e apontam para interpretações mais audaciosas, que podem ser ampliadas em outras direções, inclusive para subsidiar e motivar a elaboração de políticas institucionais na área de Saúde e Gestão Arquivística de Documentos. É sempre assim quando se faz ciência, fica e permanece o legado do conhecimento que transforma a realidade.

 

[Entrega em até 30 dias].