Dispositivos de Accountability em Perspectiva: Limites e Alternativas à Política de Avaliação Educacional

Ref: 978-65-250-1713-6

As reformas neoliberais dos anos 1990 deram azo à introdução de dispositivos e modelos de accountability escolar como estratégia para garantir certos padrões de qualidade determinados, prioritariamente, por meio de políticas de avaliação do desempenho de estudantes. Considerando a entrada recente, no campo da educação, de mecanismos de accountability associados à avaliação das aprendizagens, esta coletânea busca oferecer à comunidade acadêmica e científica da América Latina elementos para aprofundamento do debate teórico-prático sobre o tema, considerando diferentes perspectivas de análise e distintas realidades político-administrativas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 64,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-1713-6


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 259


Encadernação: Brochura


Peso: 350 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Marilda Pasqual Schneider.

2. Camila Regina Rostirola.

3. Jaime Moreles Vázquez.

As reformas neoliberais dos anos 1990 deram azo à introdução de dispositivos e modelos de accountability escolar como estratégia para garantir certos padrões de qualidade determinados, prioritariamente, por meio de políticas de avaliação do desempenho de estudantes. Considerando a entrada recente, no campo da educação, de mecanismos de accountability associados à avaliação das aprendizagens, esta coletânea busca oferecer à comunidade acadêmica e científica da América Latina elementos para aprofundamento do debate teórico-prático sobre o tema, considerando diferentes perspectivas de análise e distintas realidades político-administrativas.
Os textos que compõem esta coletânea são de autoria de pesquisadores vinculados a instituições de ensino e pesquisa de países da América Latina, nomeadamente, Brasil, Chile, Colômbia e México. Apontam algumas tendências em termos das abordagens teórico-metodológicas dos autores, do lugar de onde falam e dos seus objetos de estudo, garantindo um leque variado de opções analíticas na sua relação com outros temas, tais como, novos modelos de regulação educacional e governança, qualidade educacional, privatização da educação e usos práticos das ferramentas de accountability em contextos locais. Convidam, pois, a refletir acerca de um caráter relativamente homogêneo no uso prático de dispositivos de accountability associados a políticas de avaliação educacional, em países da América Latina.