Cotidiano e Rotina na Sala de Aula

Ref: 978-85-473-0207-8

Em Cotidiano e rotina na sala de aula, o olhar sobre a escola se torna crucial, pois abrange um repensar significativo em relação aos sujeitos no universo escolar e sobre como se constroem os saberes entre discentes e docentes, demonstrando qual é o reflexo dessas relações nas práticas escolares. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 51,00 R$ 30,60 40% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 51,00 R$ 28,00 46% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0207-8


ISBN Digital: 978-85-473-0207-8


Edição: 1


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 197


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Marlei Gomes da Silva Malinoski.

Em Cotidiano e rotina na sala de aula, o olhar sobre a escola se torna crucial, pois abrange um repensar significativo em relação aos sujeitos no universo escolar e sobre como se constroem os saberes entre discentes e docentes, demonstrando qual é o reflexo dessas relações nas práticas escolares. Considerando que o cotidiano escolar é avaliado por seu caráter conflitivo entre diversas dimensões da escola, evidenciado no enfrentamento entre alunos e professores, pais e dirigentes, é importante levar em consideração que na escola não se dão somente processos de reprodução das relações sociais, mas processos de resistência, luta, e apropriação, gerados pela intersecção cotidiana dos sujeitos. As investigações sobre o cotidiano assumem uma perspectiva de compreensão do que se passa na escola, uma vez que o cotidiano precisa ser analisado e não prescrito, possibilitando a descrição da relação entre os sujeitos, entre programas educacionais, rotinas de aprendizagem, alunos e professores, pois existem características cotidianas que refletem a escola, que é plural. A escola inclui a diversidade de culturas, saberes e conhecimentos, em que sujeitos diferentes se relacionam. Observar esse cotidiano e as relações entre professores e alunos nele estabelecidas é o convite feito aos leitores desta obra. Olhar, interagir, representar-se e por fim transformar-se.