Curso Livre de Teoria Política: Normatividade e Empiria

Ref: 978-85-473-0149-1

O caráter científico da Ciência Política exige, sem dúvida, a existência de teorias “empíricas”, mas essa exigência não equivale, nem pode equivaler, a descurar de um outro âmbito de atuação da Ciência Política, que consiste em propor os parâmetros – necessariamente normativos – do que seja a boa vida em comunidade, de qual é a boa estrutura política, de quais são os parâmetros aceitáveis (e os inaceitáveis) da vida política etc. Esse gênero de reflexão evidentemente é próximo da Filosofia e, assim como a variante “empírica” da Teoria Política, pode manter diversas relações, de variados graus, com a História: tais características, longe de diminuir suas particularidades, somente enriquecem sua área de atuação.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0149-1


Edição: 1


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 325


Peso: 200 gramas


Largura: 17 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. José Szwako.

2. Renato Perissinotto.

3. Gustavo Biscaia de Lacerda.

O caráter científico da Ciência Política exige, sem dúvida, a existência de teorias “empíricas”, mas essa exigência não equivale, nem pode equivaler, a descurar de um outro âmbito de atuação da Ciência Política, que consiste em propor os parâmetros – necessariamente normativos – do que seja a boa vida em comunidade, de qual é a boa estrutura política, de quais são os parâmetros aceitáveis (e os inaceitáveis) da vida política etc. Esse gênero de reflexão evidentemente é próximo da Filosofia e, assim como a variante “empírica” da Teoria Política, pode manter diversas relações, de variados graus, com a História: tais características, longe de diminuir suas particularidades, somente enriquecem sua área de atuação.

A presente coletânea abrange períodos e temas amplos, abordando não somente inúmeras possibilidades teóricas (sejam normativas, sejam empíricas), como também realidades e autores bastante distantes entre si no tempo. São 14 artigos que, em diferentes medidas, dialogam com os aspectos normativos e empíricos da Teoria Política, ao mesmo tempo em que se aproximam mais ou menos de outras áreas de estudo, como a História e a Filosofia – e mesmo a Sociologia.

Os textos deste livro abordam desde os conceitos de poder na Ciência Política e nas Relações Internacionais até a complexa relação entre cientificidade e normatividade na Teoria Política, passando por um enorme conjunto de aspectos de autores clássicos e contemporâneos. Nesse sentido, os artigos também tratam do poder em Maquiavel, da violência em Augusto Comte, da emancipação em Marx, da democracia em Tocqueville, da Microssociologia de Goffman, da autoridade em Hannah Arendt, da liberdade para os feminismos, do poder nas teorias de comunicação, das teorias de empoderamento, da justiça para Dworkin e da “multidão” para Antônio Negri.

Dessa forma, esta coletânea assume um verdadeiro aspecto de um Curso Livre de Teoria Política e é um convite a todos – alunos, professores, cidadãos – que tenham interesse no estudo rigoroso da política.