Encontros com a Formação

Ref: 978-85-473-1085-1

Escrever é encontrar nossas multiplicidades, cartografar é construir mapas móveis que se reinventam a cada instante na potência do encontro. Assim, por meio da escrita desta obra concretizamos a intencionalidade ou o desejo de cartografar nossos diferentes movimentos formativos enquanto professoras/es-formadoras/es, que aconteceram/acontecem com o Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica do Estado de Mato Grosso (Cefapro/MT), mas que transbordam para tempos e espaços que vão além e aquém de seu território.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 42,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1085-1


ISBN Digital: 978-85-473-1086-8


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 09/05/2018


Número de páginas: 79


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Beatriz Pandolfo.

2. Eliane Piloni Soccol.

3. Elza Costa Monteiro da Rocha.

4. Hermógenes Benevides.

5. Luiza Fátima Barros da Silva Duarte.

6. Maria Auxiliadora da Silva.

7. Osvaldo Rodrigues de Sousa.

8. Rosi Parma Timidati.

9. Rosirene Bento da Rocha.

10. Sirley Maria Fraga Borges.

11. Marcia Regina Gobatto.

Escrever é encontrar nossas multiplicidades, cartografar é construir mapas móveis que se reinventam a cada instante na potência do encontro. Assim, por meio da escrita desta obra concretizamos a intencionalidade ou o desejo de cartografar nossos diferentes movimentos formativos enquanto professoras/es-formadoras/es, que aconteceram/acontecem com o Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica do Estado de Mato Grosso (Cefapro/MT), mas que transbordam para tempos e espaços que vão além e aquém de seu território. Uma cartografia que buscou adentrar na movimentação molecular que tece o cotidiano por meio de encontros. Encontros entre velocidades e lentidões, sem julgamento, sem planejamento, mas apreciando o experimentável, descrevendo o cartografável. Nossos encontros buscaram ultrapassar o conceito, transbordar a forma da formação como a conhecemos, na tentativa de sair das hierarquizações e das classificações enclausuradas dentro dessa palavra tão corroída na educação. Nossos encontros são composições de vida, um devir outro de nós mesmas/os na tentativa de responder a questionamentos e angústias. De vivenciar e/ou experimentar caminhos outros necessários para mover o pensamento e desencadear uma possível transformação da compreensão que temos hoje da formação. Um movimento do caminhar com a formação, (re)inventando-a.