Está Lá Tudo: A Crônica e o Cosmos de José Saramago

Ref: 978-85-473-0155-2

Este livro é sobre um José Saramago esquecido, ou, pelo menos, ocultado. O cronista Saramago, que, ao longo de oito anos (1969-1976), escreveu aproximadamente 300 crônicas, antecede o romancista Saramago, consagrado por Levantado do chão (1980) ou Memorial do convento (1982), mas, como ele mesmo continuamente apontaria sobre sua participação jornalística: "Está lá tudo".


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 54,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 24,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0155-2


ISBN Digital: 978-85-473-0155-2


Edição:


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 331


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Saulo Gomes Thimóteo.

Este livro é sobre um José Saramago esquecido, ou, pelo menos, ocultado. O cronista Saramago, que, ao longo de oito anos (1969-1976), escreveu aproximadamente 300 crônicas, antecede o romancista Saramago, consagrado por Levantado do chão (1980) ou Memorial do convento (1982), mas, como ele mesmo continuamente apontaria sobre sua participação jornalística: "Está lá tudo". Mas o que vem a ser esse tudo que as crônicas contêm? Não os roteiros dos romances, por certo, mas sim os primeiros ensaios em prosa das preocupações contínuas do cidadão-escritor Saramago. Já se pode notar o questionamento reiterado da História, do Indivíduo, da Sociedade, ou seja, de todas as verdades inamovíveis que refletem uma imposição do poder. A crônica, enquanto híbrido da Literatura e do Jornalismo, permite à palavra que atue como mecanismo de desvendamento, podendo abordar todos os assuntos com o mesmo tom de conversa e aparente despretensão. Cabe, então, a José Saramago cronista constituir-se como viajante em busca de compreender a paisagem do mundo e as suas transposições possíveis em linguagem.