Esther Pedreira de Mello, Uma Mulher (In)visível

Ref: 978-85-473-0543-7

André Maurois (1932) considerava a biografia como a vida sem teoria. O livro Esther Pedreira de Mello, uma mulher (in)visível é um convite para conhecer a trajetória pessoal e profissional de uma professora primária, nas primeiras décadas do século XX, e, ao mesmo tempo, adentrar no cotidiano da cidade do Rio de Janeiro, então capital federal. A autora, Heloisa Helena Meirelles dos Santos, analisa de forma brilhante e inovadora a trajetória pioneira de Esther, como professora e inspetora escolar, de atuação destacada nas atividades profissionais e de visibilidade na imprensa do período, cuja biografia e imagem foram silenciadas pela historiografia, apesar da popularidade e legitimidade social na cidade. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 54,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 24,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0543-7


ISBN Digital: 978-85-473-0543-7


Edição:


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 323


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Heloisa Helena Meirelles dos Santos.

André Maurois (1932) considerava a biografia como a vida sem teoria. O livro Esther Pedreira de Mello, uma mulher (in)visível é um convite para conhecer a trajetória pessoal e profissional de uma professora primária, nas primeiras décadas do século XX, e, ao mesmo tempo, adentrar no cotidiano da cidade do Rio de Janeiro, então capital federal. A autora, Heloisa Helena Meirelles dos Santos, analisa de forma brilhante e inovadora a trajetória pioneira de Esther, como professora e inspetora escolar, de atuação destacada nas atividades profissionais e de visibilidade na imprensa do período, cuja biografia e imagem foram silenciadas pela historiografia, apesar da popularidade e legitimidade social na cidade. Para dar conta de seus objetivos, apresenta a imensa e complexa rede de sociabilidade da protagonista, composta de intelectuais desejosos de promover e difundir, em diferentes espaços geográficos brasileiros, uma educação “civilizatória”, que apoiava suas iniciativas precursoras na Educação. Com uma escrita cativante, a autora dialoga com a História, a História da Educação, a Literatura e as questões de gênero para compor as “múltiplas faces” de sua personagem e o cenário de sua obra, na qual os enredos de vida e profissão de figuras proeminentes do campo político e da educação se cruzam e constroem essa significativa história. Por seu conteúdo marcante e linguagem dinâmica, esta leitura torna-se uma excelente fonte de inspiração e discernimento a todos que se interessam pelas mais variadas biografias e histórias de vida, buscando conhecer suas tramas, tradições e percursos históricos. Convido-os a apreciar os interessantes capítulos desta obra, que expressam a trajetória de pesquisa em prol da História da Educação brasileira.