Bento XVI e Leonardo Boff: Igreja do Brasil na Inquisição

R$61.00

Na década de 1980, um ataque reiterado foi desferido pelo papado de João Paulo II à Igreja do Brasil. Esta relação contou com diversos momentos fundamentais, mas nenhum tão relevante, em impacto, ao processo e condenação à censura do teólogo brasileiro Leonardo Boff, principal representante da Teologia da Libertação e assessor da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, orquestrado pelo então Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Joseph Ratzinger, que depois viria a se tornar Bento XVI.

AUTORES

Informação adicional

Peso 300 g
Dimensões 23 × 16 × 2 cm
ISBN

9786525053394

Páginas

191